Família cria 56 cães dentro de apartamento em Pilares.

- dezembro 07, 2018


Cuidador de ganso - Técnico de enfermagem suspeito de cuidar de traficantes feridos é detido no BorelSétima arte - Mostra Sesc de Cinema premia oito categoriasLuta - Zainab Mughal: A criança que mobilizou o planeta em busca de um sangue raroTensão - Protestos varrem a Bolívia contra quarta candidatura de Evo MoralesOlho no Aedes - Fiocruz lança microcursos sobre a Febre AmarelaTijuca - Situação tensa no Borel: três feridos em confronto na comunidadeQuem vai ficar com ele? - STJ nega devolução do Palácio Guanabara aos herdeiros da princesa Isabel
Brazil Cine Fest

Família cria 56 cães dentro de apartamento em Pilares

Situação saiu de controle e, sem comida, animais começam a matar uns aos outros

Cães ficam amontoados dentro de um apartamento (Foto: Márcia Dias)

Num apartamento de sala e 2 quartos, localizado no bairro de Pilares, zona norte do Rio, uma mulher está criando, acredite, 56 cães. Os animais vivem confinados no imóvel, já não têm o que comer e estão se tornando agressivos. A situação está fora de controle.

Mônica Dias tem 56 anos e é dona de casa. Ela mora com o marido e um filho na Avenida João Ribeiro, uma das principais do bairro de Pilares. A família tinha apenas um cachorro, mas o marido de Mônica, há algum tempo, achou um filhote na rua e levou pra casa. O filhote cresceu. Mais tarde, um terceiro cão também foi adotado pela família. Os animais foram procriando, procriando... alguns foram saindo, outros chegando, e, atualmente, são 56 cachorros dentro do apartamento. O problema é que a situação saiu totalmente de controle. "Os cães já começaram a se matar em brigas. Três já morreram. Os cachorros ameaçam atacar a minha irmã. Está tudo destruído dentro do apartamento. Não tem mais nada no imóvel. É uma coisa horrível", afirma Márcia Dias, irmã da dona dos animais.

Cães começam a ficar agressivos por conta das dificuldades (Foto: Márcia Dias

Quem passa em frente ao prédio da Avenida João Dias onde os cães vivem logo sente um forte odor. É que Mônica não consegue mais dar conta da limpeza dos animais e do imóvel. O cheiro, garante Márcia, irmã de Mônica, se tornou insuportável. A vizinhança reclama o tempo todo do odor e também do barulho. Além da falta de higiene tem ainda a questão da alimentação. A família dona dos 56 cachorros passa por dificuldades financeiras e as vezes a única coisa que tem para alimentar os animais são cascas de legumes. Mônica e o marido enviaram uma carta à Prefeitura do Rio pedindo ajuda, mas ainda não receberam nenhuma resposta. Enquanto isso, a família e os 56 cães sobrevivem de forma extremamente precária.

Fonte: eurio
Advertisement