Mulher cria filhote durante um ano, para depois descobrir que o animal não era um cachorro. - Planeta dos Animais

Mulher cria filhote durante um ano, para depois descobrir que o animal não era um cachorro.

- dezembro 04, 2018


E se alguém lhe disser que o seu amado amigo de quatro patas não é realmente o que você achava que era? Pode parecer exagero, mas para Wang, uma senhora que mora na China, isso realmente aconteceu. A Sra. Wang estava criando um filhote de cachorro, achando que era da raça de cão Spitz japonês.

Ela se apaixonou pelo filhotinho e durante meses o criou como um cachorro. À medida que ele crescia, a mulher começou a perceber que algo não estava certo. A aparência do cachorro começou a mudar drasticamente, e sua pele ficou espessa como a de um animal selvagem.

Seu rosto ficou pontudo e a cauda mais comprida do que qualquer cachorro que ela já tivesse visto. Ela até notou que outros cães pareciam ter medo de seu filhote. Mas por quê?

Ela procurou uma segunda opinião para descobrir o que estava acontecendo com seu amado animal de estimação. Um membro da equipe do zoológico local ficou chocado ao descobrir o que essa mulher realmente estava criando como animal de estimação. O fiel companheiro não era um cachorro, e sim, uma raposa!

Sabe-se que as raposas parecem semelhantes aos filhotes quando são jovens, mas, quando envelhecem, as distinções ficam evidentes. Mas como a sra. Wang acabou com uma raposa como animal de estimação? As raposas são comuns na Ásia e podem ser compradas em várias lojas de animais para serem mantidas como bichos de estimação.



No entanto, alguns lugares não revelam que aqueles animais são raposas, elas são vendidas como se fossem cachorros, enganando os proprietários.

 Gravar
O cão Spritz japonês que a sra. Wang achava que estava recebendo é considerado um dos melhores animais de estimação, por isso não é de se que ela tenha aproveitado a oportunidade de criar um! Eles são conhecidos por serem cachorrinhos leais, carinhosos e cativantes com uma aparência adorável.

Depois que Wang percebeu que estava criando uma raposa, não sabia como lidar com a situação. A raposa não estava comendo comida de cachorro e nem frango que ela oferecia, então ela decidiu que a raposa deveria permanecer no zoológico para ser criada lá, por profissionais que sabiam como lidar com esse tipo de animal.

Agora, a raposinha tem uma dieta adequada, especialistas para cuidar de suas necessidades médicas e pode ficar perto de outros animais de sua própria espécie. Agora que você está ciente dessa história, é importante saber no que você está se metendo quando decide adotar um animal de estimação. Criar uma raposa seria uma tarefa difícil, pois ela provavelmente destruiria seus pertences e sua casa.

Sempre pesquise antes de adotar qualquer animal.

O que você acha das lojas de animais que vendem raposas como se fossem cães? O que você teria feito no lugar da sra. Wang? Conte a sua opinião na sessão de comentários e mande essa história para todos os seus amigos!


Fonte: apost
Advertisement