Cachorro abandonado finalmente relaxa quando percebe que seu salvador o está levando para casa.

- março 27, 2019




Era um dia quente no Dubai quando Anand Raman decidiu visitar sua irmã em seu trabalho. Parecia que todos por quem ele passava estavam tentando se manter relaxados – incluindo um cachorro jovem e sujo procurando uma sombra debaixo de um carro estacionado no escritório de sua irmã.

“Ele estava debaixo de um carro comendo restos que alguns dos trabalhadores haviam deixado para ele”, disse Raman ao The Dodo. “Sua pele estava emaranhada e suas pernas não estavam muito bem.”

Apesar de tudo isso, quando o cachorro viu Raman, ele veio correndo como se tratasse de um amigo que não via há muito tempo. Raman não estava planejando salvar uma vida naquele dia, mas bastou um olhar para o filhote feliz e ele soube que não tinha escolha.

“Ele se aproximou de mim com uma curiosa, mas excitada disposição, abanando o rabo animadamente”, disse ele. “Esse comportamento foi o que inicialmente me fez apaixonar por ele.”

“Nós então ficamos lá por um tempo na calçada e ele estava apenas contente em receber meu carinho”, disse Raman. “Eu o levei para o carro e ele imediatamente adormeceu no meu ombro.”



Com a ajuda de sua irmã e cunhado, Raman conseguiu levar o cachorro diretamente ao veterinário. “Ele estava exausto quando eu o peguei pela primeira vez, e foi por isso que ele adormeceu imediatamente na viagem de carro até o hospital”, disse Raman.

Na clínica, Raman ficou a conhecer a razão por trás do andar vacilante do cachorro: ele sofreu de raquitismo nas duas patas dianteiras devido à desnutrição. Felizmente, a condição era tratável e não terá efeitos duradouros.

Finalmente em casa, Raman deu banho no cachorro e ficou chocado com o que viu: “Fiquei bastante surpreso ao descobrir que seu pêlo era realmente branco, depois que toda a sujeira saiu de seu corpo.”





Raman apelidou o cachorro de Snowy, depois de ver seu pêlo branco e brilhante.



Mas ensinar o jovem cachorro, que passou a vida inteira sobrevivendo nas ruas, que ele estava finalmente seguro, foi mais difícil do que Raman podia imaginar.

“Fazer com que se adaptasse a uma casa não foi fácil”, disse Raman. “Ele não tinha certeza para onde ir e o que explorar, então ele apenas sentava em um canto.”

“Quando eu o levava para passear, ele ficava constantemente apavorado de que eu o deixaria na rua, então ele puxava a coleira para longe de mim e corria de volta para o estacionamento do nosso complexo de edifícios de nossa casa”, acrescentou Raman. “Isso aconteceu por um tempo até que ele percebeu que não iríamos deixá-lo ir a lugar nenhum.”



Dois meses depois, Snowy finalmente entende que ele é querido e amado.

“Ele dorme e espera que cheguemos do trabalho, que é a hora em que ele nos dá um banho de amor”, disse Raman. “Ele também se dá incrivelmente bem com qualquer cão que ele encontre e é muito bem comportado com crianças e convidados.”

Snowy manteve uma coisa do seu passado, no entanto. Ele ainda ama abraços de seu pai – mesmo quando não está com sono.

Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado




Tradução e adaptação por Portal do Animal, da matéria originalmente criada por The Dodo
Advertisement