Cadela chora de dor ao ser estuprada e agressor é detido no DF.

- março 30, 2019




Uma cadela foi estuprada por um homem em situação de rua na segunda-feira (25) nas proximidades da rodoviária do Paranoá, região administrativa do Distrito Federal. O animal gritava de dor enquanto era abusado sexualmente. Policiais militares que faziam ronda pelo local foram acionados e levaram o homem e a cadela para a delegacia.

“Todos ficamos em estado de choque com esta situação, é algo muito triste e assustador. O homem responderá por esse crime”, explicou ao Correio Braziliense a delegada Jane Klébia, chefe da 6ª Delegacia de Polícia, que revelou ainda passagens na ficha criminal do agressor por Maria da Penha, lesão corporal e homicídio.

O homem foi autuado em flagrante por maus-tratos, que tem como pena detenção de três meses a um ano, além de multa. No entanto, por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo, a prisão não é prevista e, por isso, o agressor foi liberado após assinar um Termo de Compromisso de Comparecimento à audiência judicial.

No entanto, a protetora de animais e advogada Ana Paula Vasconcelos, que é membro da ONG Projeto Adoção São Francisco, lembrou que “por se tratar de um morador de rua, dificilmente ele comparecerá à audiência sobre o caso. Ele não tem endereço fixo e a Justiça sequer conseguirá encontrá-lo”. Para ela, trata-se de “mais um caso que ficará impune”.

Ana Paula assinou um termo de responsabilidade para ter a custódia da cadela, que foi levada para uma clínica veterinária e pode ser submetida à cirurgia.

“Infelizmente, enquanto nossa legislação não mudar e não termos previsão de prisão flagrancial para esses casos, isso continuará acontecendo. É uma situação completamente revoltante”, afirmou.

Em entrevista ao portal Metrópoles, a advogada contou que o quadro de saúde da cadela é grave. “Ela está com a barriga muito inchada. Suspeitamos que algum órgão pode ter sido rompido, pois o homem estava bem em cima da cadela”, concluiu.

Fonte: anda.jor.br
Advertisement