Após ouvir terríveis rumores, ativista espia terreno privado e descobre uma realidade ainda pior do que se poderia esperar.

- abril 01, 2019



Cãezinhos são sempre fiéis e amados membros da família. Em muitos lares, esses bichinhos geralmente têm, além de um espaço no sofá da sala, muitos brinquedinhos. Muitas famílias tratam os cãezinhos como verdadeiros membros da família, porém, infelizmente nem todos os cães recebem o mesmo nível de tratamento.

Uma das atrações turísticas mais populares do Canadá é o passeio de trenó impulsionado por cachorros. Durante o inverno, esses cãezinhos são obrigados a puxar pesados trenós carregando os turistas que chegam na cidade. Quando a neve desaparece, esses pobres animaizinhos ficam sem nenhum propósito. Durante o verão, eles ficam basicamente armazenados, esperando o inverno voltar.

Recentemente surgiram notícias sobre um campo de cãezinhos aprisionados. Esses trabalhadores bichinhos não tinham como se protegerem do intenso calor do verão. Apesar do fato de que todos os cachorros que puxam trenó precisam estar sempre se movimentando, e correndo, esses estavam acorrentados, podendo caminhar pouquíssimos metros em qualquer direção. As correntes eram pequenas demais para que eles pudessem interagir uns com os outros. Sem outra opção, os cãezinhos ficavam simplesmente sentados tentando suportar o calor.

Embora alguns barris fossem usados como abrigo, esses abrigos provavelmente não ajudam em nada para proteger os cães do calor, pois, pelo design, o interior dessas casinhas são ainda mais quente do que o ar do lado de fora. Os cães pertencem à Chocpaw Expedition. Atualmente, não parece que a companhia de turismo esteja quebrando qualquer lei, já que os cães recebem água limpa, comida, e um abrigo nos barris. Embora pelas leis isso pode ser algo legal, é ao mesmo tempo completamente desumano.

Felizmente a situação pode mudar em breve. Uma produtora de filmes e ativista, Fern Levitt, dirigiu por três horas para visitar os cães durante uma forte onda de calor no mês de Julho. Ela já havia feito este percurso por diversas vezes para conferir a saúde dos cães.

No ano de 2010, Levitt foi a primeira pessoa a revelar a situação na qual esses pobres cãezinhos estavam vivendo. Desde aquele dia, ela tem lutado na Ontario SPCA, que é uma sociedade protetora dos animais, para que companhias como a Chocpaw Expeditions façam mais pelos bichinhos.

Dessa vez, quando ela chegou na propriedade, um dos funcionários da Chocpaw Expeditions informou que aquela era uma propriedade privada, e como ela estava invadindo, eles a pediram que se retirasse. Antes de sair, porém, ela conseguiu fazer um vídeo para denunciar as condições deploráveis nas quais os cãezinhos se encontram.

Melissa Kosowan é diretora interina de comunicações da OSPCA. Ela já disse que a OSPCA está trabalhando juntamente com o gerente daquele local para que seja provido melhores condições para os animais. Kosowan diz que existe uma investigação em andamento sobre os cuidados, ou falta deles, da empresa.

No ano de 2016, Levitt chegou a fazer um documentário completo sobre cães que trabalham puxando trenós. O documentário mostrou como o período entre Maio e Outubro afeta os animais. Embora a situação não tenha melhorado ainda, está claro que Levitt realmente se importa e faz todo o possível para dar melhores condições para os cachorros. Esses cãezinhos merecem abrigos melhores, com espaço para se exercitarem, e uma vida melhor durante a baixa temporada.

Ajude aos seus amigos descobrir mais sobre as crueldades envolvendo as atividades deste tipo de turismo macabro.

Fonte: apost / Redação.
Advertisement