Cachorros ficam esperando por morador de rua na porta do hospital em Rio do Sul

- abril 10, 2019







No mesmo dia em que muitas ONG’s realizavam protestos pela cadela “Manchinha” que foi espancada até à morte em um estabelecimento da rede Carrefour, no Rio do Sul, chega até nós mais um exemplo de como os animais são fiéis aos seus donos, sem qualquer discriminação.

Uma funcionária do Hospital Alto Vale postou algo que é rotina, mas que nessa situação de tensão merece mais espaço de destaque.

Ana Cristina Mamfrim estava no Hospital quando durante a madrugada um paciente entra na unidade para receber atendimento. Se trata de um morador de rua que vem acompanhado por uma quadrilha de fiéis companheiros. Tudo, porque enquanto seu dono estava recebendo atendimento, eles ficaram ali na recepção do Hospital aguardando por ele ansiosos.



Uma manifestação de amor que é em tudo recíproca, isso porque mais tarde o senhor comentou com Ana, que ás vezes deixa de comer, para que seus amigos não passem fome, alguém que com nada tem muito, muito amor para dar e para receber… amor descomplicado, simples e acima de tudo… puro e incondicional.]

Ana Cristina postou essa foto nas redes sociais com palavras autênticas e verdadeiras onde ela refere: “Uma pessoa simples, sem luxo, que depende da ajuda para vencer a fome, o frio, as dores, as maldades do mundo, tem ao seu lado os melhores companheiros, e a troca é recíproca. Troca de amor, carinho, calor, compreensão. Uma pessoa que nos confessou que deixa de comer para alimentá-los. Não sei como é a vida dele, o porque está na rua, e nem quero saber e julga-lo, mas admiro o respeito e amor que ele tem pelos seus bichinhos. Ver eles assim, esperando na porta, só mostra o quanto eles são bem cuidados e amados. Ai se todos fossem assim…. Se não tivesse maldade, maus tratos….”, finalizou Ana Mamfrim.


Via:Portal Amigo do Cão




Advertisement