O dumbo tailandês forçado a tocar gaita e bater cabeça em ritmo techno.

- abril 29, 2019


Um filhote de elefante, em estado esquelético, está sendo judiado na Tailândia forçado a bater a cabeça ao ritmo da música rave (eletrônica) três vezes ao dia, e ao mesmo tempo a "tocar" instrumentos musicais e realizar acrobacias, sob coação e ameaça de punição com agressão física. Tudo isto está acontecendo em um zoológico tailandês em Phuket.

Este fato é parecido com a história cinematográfica do filhote de elefante Dumbo, da Disney, que era obrigado a voar com suas enormes orelhas. Porém, este acontecimento da vida real, com este elefante de carne e osso, é marcado por muito sofrimento e angústia, sendo o animal explorado como atração turística e diversão na base do castigo físico e da agressão!

A história desse filhote de elefante tailandês lembra outra história da vida real, a do verdadeiro Dumbo, vivida em 1800 e da qual tem-se origem a fábula da Disney.

Infelizmente, a causa dessa crueldade é a ignorância e inconsciência humana, que por um lado é alimentada pela avidez e ganância daqueles que ganham dinheiro, explorando elefantes para que sirvam de diversão. E de outro lado, pela frieza, indiferença e egoísmo dos que se entretêm e se divertem assistindo o triste espetáculo do animal obrigado a se apresentar na base da coação física, e que ainda pagam e financiam esse tipo de espetáculo!

Neste show de horror, os elefantes ficam enfileirados em uma arena, e seguram um prato com uma varinha enquanto o filhote "toca" a gaita.

Quando este filhote não está se apresentando, ele fica acorrentado e agarrado silenciosamente ao tronco buscando o conforto e aconchego que lhe foi roubado, da companhia e presença de sua mamãe!

Os representantes da Proteção Animal pertencentes ao Moving Animals descreveram as cenas como "devastadoras, chocantes e alarmantes" com os animais vivendo sob tensão e pânico, devido ao medo das agressões de seus adestradores.

dumbo tailandia 2

Inclusive Amy Jones, co-fundadora dessa entidade, pediu ajuda ao primeiro-ministro indiano para tirar esse filhote dessa condição de tortura e cativeiro. Ao Independent Amy contou:

"O dinheiro dos turistas paga para manter esse jovem elefante em cativeiro, e ele passará o resto da vida forçado a se apresentar dia após dia."

"As fotos chocantes também mostram seu corpo esquelético, levantando preocupações sobre possível desnutrição e exaustão."

"Os adultos são vistos balançando em aflição, em vários vídeos; um, que ainda parece jovem é forçado à chutar uma bola em uma rede."

"Às vezes eles também são espetados com ganchos durante as apresentações."

"Vimos os turistas rindo e tirando selfies, enquanto o pequeno elefante fica de olhos fechados."

Moving Animals lançou uma petição pedindo a libertação desse filhote e a transferência dele para seu santuário, que busca salvar os elefantes da exploração e crueldade e quer dar ao "Dumbo" tailandês uma vida digna, em um lugar onde ele possa ser feliz e viver em paz.

Nós podemos contribuir, de onde estamos, para ajudar na libertação desse elefante e para que ele seja encaminhado para o Santuário Moving Animals, assinado a AQUI petição direcionada ao Zoológico de Phuket, onde se encontra o Dumbo tailandês.

dumbo tailandia 3

Esta petição tem aproximadamente 50.000 apoiadores, vamos multiplicar isso, para salvar esse elefantinho!

Juntos, com esse gesto, podemos contribuir para que este filhote de elefante tenha uma existência melhor!

Para assinar a petição, ver mais imagens, saber mais informações e atualizações sobre a situação do elefantinho tailandês, clique aqui.

Com esse fato fica o clamor que não quer calar: chega de entretenimento cruel!

Fonte: greenme / Deise Aur
Advertisement