O Horror por trás dos pinceis para barba e maquiagem: animais espancados

- abril 08, 2019




Capturados ilegalmente, trancados em pequenas gaiolas superlotadas e depois mortos a marteladas. Este é o destino de muitos texugos (Meles meles) denunciado em um vídeo divulgado pela Peta Ásia, que conta o horror escondido por trás de pincéis feitos de cerdas naturais para serem usados na make-up ou para fazer a barba.


Aviso: este artigo contém um vídeo com imagens fortes que podem causar aversão às pessoas sensíveis.

De onde vêm os pincéis que homens e mulheres usam quase todos os dias para se maquiarem ou fazerem a barba? Uma nova investigação da Peta Asia mostra a origem destes produtos e, o primeiro animal do qual se fala é o texugo-europeu, brutalmente assassinado para virar pincel de beleza.

Os texugos são animais mamíferos carnívoros protegidos em vários países, incluindo alguns do Oriente Médio e da Ásia - onde vive a maioria e, mesmo assim, a maioria dos pincéis vem do mercado asiático. Nos países onde esta espécie é protegida, é proibido capturar, deter, matar e comercializar estes animais. E propriamente por isso, os texugos são capturados ilegalmente, criados intensivamente em pequenas gaiolas, onde mal conseguem se mover, para depois serem mortos para virarem pincéis de maquiagem ou de fazer barba.

As imagens que a Peta mostra no vídeo ao final deste artigo são terríveis, tanto que após o seu lançamento, algumas empresas como a Procter & Gamble (a primeira), The New York Shaving Company, Caswell-Massey, Beau Brummell e Olivina Men prometeram não comprar mais pincéis feitos de pelos de texugo.

Morto em uma gaiola a martelada
Durante a reportagem, ativistas pelo direito dos animais, disfarçados, conseguiram visitaram lugares que criam texugos na China para exportarem pinceis em todo o mundo. O que encontraram foi muita sujeira, gaiolas minúsculas e animais com lesões graves no corpo e ferimentos não tratados.

Os texugos estão submetidos a um estresse absurdo, eles não podem se mover e muitas vezes se mordem uns ao outros. Uma vida infernal e uma morte atroz. No vídeo, estes animais são atingidos na cabeça com qualquer objeto, até mesmo com cadeiras, apenas para seres abatidos e deixados a sangrar lentamente.

É isso então o que está escondido por trás dos pincéis de cerdas naturais. O que podemos fazer? Escolher pincéis sintéticos que existem no mercado, geralmente feitos de nylon - e aí é bom comprar um de boa qualidade para durar bastante tendo em vista o problema do lixo.


E não são apenas os texugos os animais vítimas desse abuso: martas, doninhas, porcos, mangustos, quatis, esquilos, bois, camelos, pôneis, cabras e cavalos também são animais cujos pelos são usados para produção de pincéis de todo o tipo.

A Peta Asia, além da denúncia,  lançou uma petição para sensibilizar as empresas para que não comprem mais pincéis feitos com pelos de texugo.







O vídeo contém imagens terríveis, desaconselhado para pessoas sensíveis!


Fonte:Green me



Advertisement