Pitbull fica devastada ao perder seus bebês, até o momento em que conhece um filhote órfão.

- abril 09, 2019



Você vai se emocionar com o que ela fez ao conhecer o filhote órfão

Compartilhar no Facebook
Fiscais da Gestão de Animais de Nova York realizavam sua função nas avenidas da metrópole norte-americana no qual encontraram uma pitbull gestante escondida numa viela. A norma estabelecia que eles a conduzissem até um canil, porém os fiscais resolveram transportá-la a um ambiente mais apropriado, considerando seus futuros filhotes.

Eles ligaram uma associação de resgate regional e solicitaram que protegessem e cuidassem da futura mamãe. Os voluntários da sociedade ficaram realizados ao contribuir: proporcionaram à nova mamãe o essencial que ela necessitava, incluindo um quarto agradável para ela descansar e muita alimentação.

Todas as pessoas estavam ansiosos para conhecer os bebês porém lamentavelmente algo horrível aconteceu. Daya perdeu seus bebês por uma forte contaminação generalizada. O caso foi devastador para ela, que sentia a falta dos filhos. Para estimular suportar a ausência, ela imaginava que brinquedos de pelúcia e meias do abrigo eram seus filhotes.

Conscientes do que Daya estava passando porque não podia tratar suador, os voluntários do abrigo consideraram um excelente plano. Na ONG morava um belo cãozinho abandonado que vinha a seguir sua vida sem sua mãe, que perdeu a ida semanas anteriormente. Logo os voluntários da Halfway There Rescue concluíram que Daya e Raisin conseguiriam ser o plano perfeito E eles pensaram certos..

Os dois começaram a ficar durante os dias unidos e amaram a presença um do outro. Depois, construíram uma família, criando uma forte relação de mãe e filho. Daya e Raisin foram doados aos mesmos familiares , até porque os voluntários não pretendiam a união que eles dois haviam criado um com outro.

No momento em que adulto, Raisin foi transferido para outra casa, mas Daya deu-se bem com a transferência, admitindo o fato do filho já ser um cachorro adulto, conseguindo seguir em frente. Hoje, Daya é parte de uma família incrível, que a ama. Ela não é o exclusivo cão da família, considerando um irmão que adora divertir-se e correr, igual a ela.

Fonte: euamoosanimais / Redação.
Advertisement