Policial salva cachorrinho que foi brutalmente amarrado com fita adesiva e jogado em uma vala congelante.

- abril 22, 2019


Há um policial anônimo que está ganhando as manchetes no estado de Missouri, nos EUA. O oficial não identificado salvou um cão que foi deixado ao lado da estrada.

O cachorro não só havia sido abandonado: seu dono também amarrou suas pernas com fita adesiva. A boca do animal também estava amarrada.

Isso representa uma das formas mais sinistras de se abandonar um cachorro. O xerife do condado de Jefferson resgatou o cão e prometeu fazer justiça a ele. Ele decidiu permanecer anônimo nesse caso.

Segundo o canal FOX News, o cão vem sendo chamado de Jimmy desde o resgate. O policial estava dirigindo por uma estrada federal quando viu o pobre cãozinho em uma vala. De acordo com a FOX, o cão foi deixado por 12 horas sem comida, água ou liberdade para se mexer.

Muitas pessoas passaram por ele, mas o pobre animal não tinha como pedir socorro. É um verdadeiro milagre que o cachorro tenha sido encontrado afinal.

Jimmy estava tremendo pelo clima frio e parecia faminto. Não havia tempo a perder quando o policial encontrou o coitadinho. Ele correu com Jimmy até o Hospital Animal Ivan local para receber cuidados médicos.

Os veterinários disseram que Jimmy lutou por sua vida apesar dos acontecimentos terríveis pelos quais havia passado naquele dia.

Um vídeo oficial foi publicado pelo gabinete do xerife como uma atualização do estado de Jimmy. O cão parecia feliz e saudável, mesmo pouco tempo depois desde ser resgatado.

A princípio, os policiais não esperavam pegar a pessoa que havia amarrado e abandonado o animal. Esse tipo de crime é complicado de se investigar. Aparentemente, amor e atenção era tudo que os policiais podiam oferecer a Jimmy.

Toda esperança estaria perdida se não fosse pelo pensamento rápido do policial que salvou o cachorro. O herói anônimo teve a ideia de levar a fita adesiva para a perícia. Após retirarem algumas camadas, os técnicos conseguiram encontrar impressões digitais.

Essa pista os levou a Paul Garcia que, desde então, está preso após ter confessado o crime. Paul foi indiciado por maus-tratos a animais.

Fonte: apost / Redação
Advertisement