Protetora de animais mata pitbull que pegou um gato em Itapeva.

- abril 18, 2019


De acordo com o boletim de ocorrência, mulher esfaqueou o animal depois que ele fugiu. Ela não foi presa.

Uma cadela da raça pit bull foi morta a facadas após escapar e pegar um gato na Vila Santana, em Itapeva, no interior de São Paulo. A responsável por matar a cadela é uma protetora de animais.

O caso aconteceu no último sábado (9). Um boletim de ocorrência foi registrado pelo tutor da pit bull, segundo a Polícia Civil. O homem cobra justiça. As informações são do portal G1.

A polícia informou que a mulher não foi presa. Se for condenada, ela poderá ser punida com detenção de três meses a um ano, além de multa. A condenação, porém, também não leva o agressor à prisão, isso porque o crime, por ser considerado de menor potencial ofensivo, costuma ser ter a pena revertida em punições alternativas, como prestação de serviços comunitários.

Ainda segundo a polícia, a cadela foi ferida por três golpes de faca. Ela foi levada a uma clínica veterinária, mas não resistiu ao ferimentos e morreu. O gato que teria sido pego pela pit bull não sofreu ferimentos.

O tutor da cadela, Leandro Michel, conta que Mel tinha três anos e era dócil, brincalhona e nunca havia feito mal a ninguém.

“Ela era como minha filha. Minha esposa está grávida e eu queria que ela crescesse com a Mel. Só quero que essa mulher pague pelo que fez”, diz Leandro.

Fonte: vidapetnews / Paulo do Amaral
Advertisement