Empresa triplica faturamento após gatinho adotado virar gerente

- julho 11, 2019

Após gatinho adotado virar "gerente", empresa de SP triplica faturamento... 

Os felinos estão dominando o mercado de trabalho. Depois que um gatinho foi "contratado" pela OAB do Amapá, chegou a vez do gato Athos virar gerente de uma loja de enxovais -- com direito a uniforme completo, crachá e tudo.

Há um ano, ele foi adotado pelo casal de empresários Mirtes Carreira e Jean Tarabole, na cidade de Ibitinga, no interior de São Paulo. Apaixonados por gatos, eles são sócios na empresa e em ações de resgate de animais de rua. 

"O Athos apareceu na minha rua pedindo carinho, mas na época eu já tinha outros gatos em casa, não tinha como adotá-lo. Ele insistia, queria ficar com a gente. Eu chegava à noite do trabalho e ele estava lá me esperando, às vezes até embaixo de chuva", lembra. 

Hoje, ele "chefia" uma equipe de dez pessoas na Meu Lar Enxovais, que é uma loja online e, portanto, não recebe clientes. Ele circula entre as mesas dos funcionários e os produtos do estoque numa boa. Em março, ganhou até um colega felino: Renato, que também ganhou uniforme e um crachá com seu nome.

"Nós nos preocupamos com a adaptação dele no começo, onde ele faria as necessidades, como ia interagir com os funcionários... Mas foi tudo perfeito, melhor do que a gente imaginava", lembra.

Mudanças na empresa 

O casal de sócios acrescentou mais um critério na hora de contratar novos funcionários: gostar de gatos. "Se a pessoa tem alergia a gato ou se a gente percebe que ela não esta sendo sincera quando fala sobre gatos, não é contratada".

Segundo Mirtes, o faturamento triplicou desde a chegada de Athos. Ela acredita que os animais melhoraram o clima (e a produtividade) dentro da empresa, além de ter atraído clientes ligados à causa animal. 

"Se os empresários soubessem o bem que os animais fazem para a empresa, eles com certeza abraçariam a ideia", acredita.

Além do sucesso profissional, Athos é promissor nas redes sociais: depois de virar gerente, ele ganhou um perfil próprio no Facebook, rede em que compartilha com os mais de 1,2 mil amigos sua dura rotina de trabalho. 

Enquanto isso, seus donos planejam aumentar a família com muitos outros gatinhos. "Jean divide comigo o sonho de abrir um gatil para abrigar gatos de rua. Não queremos filhos biológicos, toda a nossa energia e nosso amor vai para eles".


Fonte :universa


COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS !!!



Advertisement