Galinha cega e Pit bull se tornam melhores amigas. - Planeta dos Animais

Galinha cega e Pit bull se tornam melhores amigas.

- 3:10 PM


Adotada na família Hubbard quando tinha apenas alguns dias, a galinha Peri viveu seus primeiros seis meses em paz no ambiente doméstico.

Mas de repente foi diagnosticada com uma infecção ocular grave que não teve uma solução definitiva. Os cirurgiões veterinários e especialistas haviam avisado a família que a cegueira da galinha Peri era infelizmente inevitável. Mas os Hubbards não desistiram de tentar tornar a vida de Peri ainda digna…

Entre os membros da família Hubbard que entendiam com o tempo e com cuidado que a pequena Peri tinha algo errado, havia Taj, o pitbull dos Hubbard, que com o tempo se tornou o melhor amigo e o maior protetor da galinha que ficou cega. O cão e a galinha gradualmente se tornaram muito amigos. E Taj por oito anos, desde a cegueira de Peri, nunca abandonou sua curiosa amiga galinha…

Nos 8 anos de amizade, Peri e Taj sempre passavam algum tempo juntos quando podiam: descansavam juntos, brincavam juntos no pátio do lado de fora da casa… até que em 2018 Taj perdeu uma longa batalha contra o câncer. Desde a morte, e subsequente ausência, do seu pit bull protetor, a galinha Peri se sentiu perdida…

…Até que a família Hubbard adotou dois novos filhotes de pit bull e a galinha cega voltou a brilhar de alegria! Peri imediatamente fez amizade com a pitbull Gracie, e mesmo Gracie não pode deixar de ser tocada por aquela galinha que precisava de carinho…

Com o tempo, Peri e Gracie se tornaram muito boas amigas, e o pit bull não abandona a pobre galinha nem por um momento:

Como ela não pode ver e muitas vezes não consegue obter comida, água ou brinquedos sozinha, é Gracie quem toma consciência de suas necessidades e leva para ela o que precisa para comer, beber ou até brincar.

Taj significava muito para Peri, mas agora Gracie também é importante para sua nova amiga. As duas “irmãs” estão sempre juntas e Gracie parece ter feito uma sua missão manter Peri segura e feliz pelo resto da vida.

Uma amizade improvável que, no entanto, surge de sentimentos genuínos, como empatia, necessidade de cuidado e carinho e que se torna uma lição de “humanidade” por parte desses animais, que o ser humano deveria valorizar e imitar…

Longa vida e longa amizade, Peri e Gracie!

Via: historiascomvalor
Advertisement