‘Maldade sem tamanho’, diz tutora de cães mortos a machadadas em estrada do interior de SP.

- 8:51 AM


“Não consigo imaginar como alguém pode ser capaz de fazer algo tão maldoso assim”.

O depoimento é da apicultora Kazuyu Takamune Mihara, que era a tutora dos cinco cachorros que foram mortos a machadadas em uma estrada rural de Piedade (SP).

O caso ocorreu na terça-feira (10) no Bairro Barreiro. Seis cachorros foram encontrados na beira de uma rua com ferimentos graves. Quatro já estavam mortos, segundo a Vigilância Sanitária. Outros dois foram socorridos. Porém, um deles morreu após o resgate.

Ao G1, Kazuyu contou que os cães estavam com ela havia anos em um sítio na zona rural. A convivência era tranquila e cheia de amor. Segundo ela, apesar de defenderem o território, nenhum deles era agressivo.

Cachorros mortos a machadadas foram achados em Piedade.

“É uma maldade sem tamanho. Nunca imaginei que alguém poderia fazer isso com meus cachorros. Eles eram muito companheiros, sempre me acompanhavam quando eu saía do sítio pra resolver alguma coisa”, lamenta.

 Tatá, Kuro, Pingo e King não resistiram e morreram no local. Quem os encontrou foi uma moradora que recebeu uma denúncia. Soraya Fonseca disse ter ficado em choque quando viu a cena.

Apesar dos ferimentos, Shiru e Pretinha conseguiram ser resgatadas pela Vigilância Sanitária e foram levadas para o Canil Municipal. Pretinha também não aguentou e acabou morrendo momentos depois.

Kazuyu disse ainda que Shiru conseguiu sobreviver. “Ela está em uma clínica veterinária. Fui visitá-la e ela até me reconheceu, queria vir no meu colo. Mas está muito machucada”, conta.

Shiru, cachorra que sobreviveu aos ferimentos, no sítio onde morava em Piedade (SP)

Desaparecimento

A apicultora explicou que os cães vivem em um sítio, onde ela mora com o filho, e que tinham o costume de dar voltas ao redor da propriedade durante o dia.

“Eles saíam rapidinho, mas sempre voltavam. Dormiam em casa, com a gente. Eram muito carinhosos e gostavam de brincar juntos”, conta.

No entanto, na segunda-feira (9), os cães não voltaram. Preocupada, Kazuyu pensou em procurá-los, mas decidiu esperar mais um tempo.

Vídeo: Cachorro resgatado após ser ferido com facas se recupera.

“Quando foi no dia seguinte, vi que eles não tinham aparecido e fiquei realmente preocupada. Foi aí que liguei a TV e vi a imagem horrível do vídeo. Na hora sabia que eram os meus cães”, relembra.

 Kazuyu foi até a delegacia, onde pôde ver os vídeos e as imagens captadas por Soraya com mais calma. “Nós comparamos com fotos que eu tinha dos meus cães e, realmente, eram eles”, diz.

Um boletim de ocorrência de abuso animal foi registrado na delegacia da cidade e o caso segue sob investigação.

Cachorros na chácara onde moravam, em Piedade (SP) .

Via: olharanimal
Advertisement